remocao-de-tatuagem

Remoção de tatuagem? Veja o que você precisa saber de uma vez por todas

Desde a antiguidade a tatuagem faz parte da cultura humana e neste período, muitas abordagens foram criadas para remoção de tatuagem, entre elas podemos citar: dermoabrasão, retirada cirúrgica e atualmente os procedimentos com lasers.

Neste artigo iremos abordar sobre o assunto e os procedimentos mais utilizados para remover tatuagens e quais os mais indicados para cada tipo de tatuagem e sua pigmentação.

Sendo assim, aproveitamos para abordar em conjunto, as complicações mais comuns e quais as melhores formas para preveni-las.

Tipos de tatuagens

Os tipos de tatuagens existentes estão divididos em 5 categorias principais, vamos agora falar de cada um deles.

1 – Tatuagens profissionais

São as tatuagens feitas com máquinas equipadas com agulhas vibratórias e suas cores são existentes em variados pigmentos.

Esses pigmentos feitos através das máquinas, se depositam de forma superficial na camada intermediária da pele, chamada derme.

2 – Tatuagens amadoras

Este tipo de tatuagem é feito com agulhas ou algum tipo de maquinário feito de improviso, com pigmentos advindos de tinta de caneta, carvão ou fuligem.

3 – Tatuagens cosméticas

São tatuagens muito utilizadas nos últimos tempos, principalmente no que diz respeito a sobrancelhas, pálpebras, lábios, reconstrução da aréola mamária, entre outras cicatrizes que se desejam esconder.

Os tipos de pigmentos normalmente são: marrom, preto, rosa e vermelho.

4 – Tatuagens traumáticas

Acontece quando a pigmentação é provocada por algum tipo de abrasão ou algo parecido, como uma explosão.

Normalmente os materiais que ficam na derme é pólvora ou asfalto e a cor fica entre o preto e o azulado, o que depende da profundidade que essa coloração se instala.

A remoção de tatuagens, seja dos tipos acima descritos ou outros, são muito antigas, cerca de 543 A. C, segundo Oliveira CGB, Cohen S, Alves V, médicos e autores de artigos sobre o assunto.

Segundo eles, a remoção da tatuagem foi desenvolvida pelos gregos, que faziam a abrasão, e logo depois aplicava sais e produtos químicos.

Vamos então falar um pouco sobre a retirada de tatuagem.

Formas de Remoção de tatuagem

Existem algumas formas de apagar tatuagem, entre elas podemos citar:

A retirada cirúrgica

A retirada cirúrgica das tatuagens pode ser feita, mas existe o risco de uma cicatriz como resultado desse procedimento, devido ao tamanho ou localização da tatuagem em si.

Este é um procedimento indicado principalmente para os clientes que tiveram alergia ao pigmento da tatuagem e que neste caso a remoção da tatuagem a laser pode provocar alguma reação adversa como a hipersensibilidade.

Remoção de tatuagem a laser

Dentre esse procedimento, existem algumas opções terapêuticas variadas, que segundo os autores citados, caíram em desuso, como é o caso do laser QS-Nd:YAG e o CO2.

E somente a partir de 1980 que a evolução deste procedimento avançou sem que houvesse danos significativos à pele.

Qual laser escolher para Remoção de Tatuagem a Laser?

A remoção de tatuagem a laser, ainda não tem um tratamento que possa ser considerado perfeito, porém, os mais indicados ficam nas categorias Q-Switched e Picolsers.

Os tratamentos do tipo Q-Switched emitem energia de pulso ainda mais rápida, conseguindo destruir as partículas de cor de tinta, poupando assim, ao máximo, a pele do cliente, garantindo por si só, uma menor chance de surgirem cicatrizes ao findar o tratamento.

Se o tratamento da Q-Switched são disparos rápidos, os Picolasers são tratamentos com disparos superiores em rapidez, o que facilita bastante o tratamento de algumas coisas que são mais difíceis.

No entanto, como foi falado, remover tatuagem a laser, não tem um tratamento específico que seja perfeito, que inclusive, mesmo com os avanços alcançados ao longo dos anos, trazem algum trauma, mesmo que de leve, à pele durante as sessões.

Apagar a tatuagem não é um procedimento dolorido, pois se utiliza uma anestesia local e é feito com segurança, deixando pouca ou nenhuma marca e o melhor: com um custo acessível.

Fatores importantes a serem considerados na remoção de tatuagem

Alguns fatores são importantes e precisam ser considerados quando se fala sobre tirar tatuagem a laser, estes fatores estão listados logo abaixo:

Idade da tatuagem

A depender do tempo que a tatuagem foi feita, pode-se considerar que quanto mais antiga melhor para o procedimento de remoção da tatuagem.

A única exceção é quando a tatuagem foi feita no período que compreende entre 48 e 72 horas, onde o sistema imunológico não teve tempo hábil para envolver os pigmentos da tinta.

Desta forma, é como se a tinta não envolvida estivesse solta na pele e é neste caso, que há uma grande possibilidade, mesmo que não total, de se remover a tatuagem a laser em grande escala.

Cor da tatuagem

Quando a cor é preta a remoção da tatuagem a laser se torna mais fácil de ser efetuada, quanto mais colorida, maior o número de sessões a serem feitas, para alcançar o objetivo.

Localização

Outro fator importante que precisa ser levado em consideração, são as localizações das tatuagens.

Quando a localização é em alguma área de boa drenagem linfática, o procedimento de apagar a tatuagem fica mais acessível em menos sessões.

Quantidade de tinta

As tatuagens amadoras, em geral, possuem mais facilidades de serem removidas do que as outras, pois utilizam menor quantidade de tinta no pontilhamento. Enquanto as outras tem uma quantidade de tinta mais agrupada, como é o caso das tatuagens retocadas ou quando há um procedimento de cobrir uma antiga com outra por cima.

Cor da pele do cliente

A cor da pele do cliente também influencia na hora de fazer a remoção de tatuagem a laser.

Quanto mais clara a pele, melhor para fazer a retirada em sessões com maior fluência, acelerando o processo.

Presença de cicatrizes na pele

Existem clientes que ficam com uma cicatriz alta abaixo da tatuagem, o que impede uma penetração total do laser e, neste caso, o número de sessões deve ser maior.

Quando o tratamento termina, o processo de remover tatuagem a laser, pode ter alcançado o objetivo de deixar a pele sem nenhuma ideia de que ali havia uma tatuagem, isto é, a pele estará com aspecto normal, sem sombra alguma.

Porém nem sempre esse resultado é alcançado, então restam no lugar uma mancha leve, como se fosse um machucado anterior ou marca de nascimento.

Não é possível, nestes casos, perceber que dali foi retirada uma tatuagem, assim como também não há queloides no local,

Isso não significa que seja o fim da linha, pois existe outro procedimento, com laser de CO2, que vai minimizar este resultado por estimular a formação de colágeno.

E após as sessões necessárias, este tipo de mancha que tinha ficado, terá sido reduzida a ponto de se tornar mais parecida com a pele normalizada.

A remoção de tatuagem se revolucionou com a chegada da metodologia por laser e conforme a tecnologia foi se aperfeiçoando, os resultados foram sendo melhorados e mais calculados.

Claro que esse aperfeiçoamento e resultados significativos, não impedem de mais pesquisas serem feitas nesta área, principalmente no que diz respeito à segurança e eficácia nos procedimentos.

E claro, quanto mais pesquisas e conhecimentos sobre os desafios de remoção de tatuagem, melhores serão os procedimentos e a apresentação de resultados mais eficazes, tanto para os profissionais e clientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Iniciar chat
Atendimento Online